Saquê, em garrafa de cerâmica branca, sendo entornado em copo de cerâmica branca.

Artigos

Província de Yamaguchi: um Templo para os Apreciadores do Saquê

Yamaguchi, uma província com quase 1.500 quilômetros de costa, é conhecida por ter o clima ideal para a produção do saquê. A província conta com 24 fábricas e tem uma grande reputação no Japão e no exterior.

Compartilhe

Província de Yamaguchi: um Templo para os Apreciadores do Saquê

Acredita-se que a fabricação do Nihon-shu (saquê japonês) teve início como forma de agradecimento pela boa colheita do cultivo do arroz. O saquê tem um papel importante em festividades religiosas, ritos agrícolas e todo tipo de cerimônias, inclusive casamentos e funerais.

O processo básico de produção foi documentado pela primeira vez no século VIII, no Harima no Kuni Fudoki (Geografia e Cultura da Província de Harima). As técnicas utilizadas são consideradas únicas no mundo, começando com o arroz sendo polido para depois ser cozido no vapor e, por fim, ser fermentado pelo fungo koji. Em combinação com a água de alta qualidade nutrida pela natureza do Japão, é produzido um rico saquê.

Banner informativo. Província de Yamaguchi: Um Templo para os Apreciadores do Saquê. Ao lado direito, foto de saquê, em garrafa de cerâmica branca, sendo entornado em copo de cerâmica branca.

Como apreciar o saquê

O saquê pode ser consumido de várias maneiras, como o “Atsukan” (aquecido), “Nurukan” (ao natural), “Hiyazake” (gelado). As diferentes temperaturas do saquê permitem desfrutá-lo de acordo com cada gosto e estações do ano. Recomenda-se perguntar no restaurante ou na loja para saber a temperatura ideal para degustar cada saquê destacando o seu melhor aroma e sabor.

A harmonização com pratos também deve ser considerada, já que o Nihon-shu combina não só com sushi, sashimi e tempurá, mas também queijos, ostras, carnes e legumes. Aprecie-o como um vinho, desfrutando das combinações com os pratos. Na Província de Yamaguchi, o saquê combina perfeitamente com o fugu (baiacu). Por possuir partes venenosas, o preparo do fugu exige um alto nível de habilidade de um cozinheiro devidamente certificado, mas oTessa" (baiacu em fatias finas)”, “Kawazashi" (couro branqueado e fatiado)”, “Cozido de baiacu” são pratos populares preparados com a iguaria. Você também pode experimentar oHirezake”, barbatana do baiacu maçaricado e mergulhado no Atsukan.

Locais históricos, artesanatos e a cultura da gastronomia de Yamaguchi

Na província de Yamaguchi há também um dos melhores exemplos transmitidos até os dias de hoje, trazendo a tecnologia de construção de pontes desde a era Edo. É a ponte de madeira “Kintaikyo”, construída sem pregos sobre o Rio Nishiki que fica no oeste da província. O local se transforma de acordo com o horário do dia e a estação do ano e é conhecido como um dos melhores lugares para apreciar a floração das mais de três mil cerejeiras que florescem na primavera. Outras atrações imperdíveis são a cidade de Hagi, conhecida pelas cerâmicas, o mercado de frutos do mar de Karato Ichiba, em Shimonoseki, e o Templo Rurikoji entre outros.

Voltar ao topo