Três tampas de bueiro coloridas do Astro Boy em Chiyoda-ku, Tóquio, Tezuka Productions©

Artigos

Tampa de bueiro | A verdadeira arte das ruas

A adaptação artística das tampas de bueiro no Japão é um exemplo perfeito de como injetar beleza e personalidade em uma peça essencial, embora esquecida, de infraestrutura urbana

Compartilhe

"Arte de rua" é um termo literal no Japão

Foto de rua no Japão com uma tampa de bueiro no meio da calçada estampada com o tema dos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020 no chão.

Na maioria das cidades, a expressão “arte de rua” traz à mente murais pintados com tinta spray, adesivos insolentes, talvez até uma escultura de fio de “tricô de guerrilha” enrolada em um poste de luz. Mas, no Japão, arte de rua pode ser um termo literal.

Volte os olhos para baixo, para a própria calçada ou rua, e você poderá se surpreender com uma obra de arte bem embaixo dos seus pés, na forma de tampas de bueiro com desenhos vibrantes (manhoru em japonês). Hoje, quase 95% dos municípios japoneses produzem suas próprias tampas de bueiro com desenhos atraentes que se tornaram um motivo de orgulho até mesmo para as menores cidades, e um fenômeno da cultura pop que angaria cada vez mais fãs.

Como a tampa do bueiro se tornou uma forma de arte de rua?

Duas fotos de tampas de bueiro de Momotaro na província de Okayama
Duas fotos de tampas de bueiro de Momotaro na província de Okayama
Tampas de bueiro de Momotaro na província de Okayama

O surgimento de tampas de bueiro com desenhos mais atuais se deu como uma iniciativa de relações públicas na década de 1960, quando muitas regiões do Japão modernizaram seus sistemas de esgoto. A cidade de Naha, em Okinawa, afirma ser o primeiro local a instalar, em 1976, uma tampa de bueiro que priorizava a ilustração gráfica, com desenhos de peixes “nadando felizes”, algo condizente com esta cidade localizada à beira-mar.

Na década de 1980, a iniciativa se espalhou pelo Japão, especialmente entre administrações municipais que desejavam impulsionar projetos de melhoria de sistemas de esgoto que precisavam do apoio dos contribuintes. Não demorou para todas as cidades quererem seu próprio design icônico para expressar sua identidade única – e, assim, se envolver em um senso saudável de competição regional. Alguns desenhos são baseados em marcos locais (a cidade de Osaka apresenta o Castelo de Osaka, por exemplo), já outros se inspiram na flora e na fauna (como um pargo vermelho saltitante em Mihonoseki, no oeste do Japão, ou as flores de cerejeira que adornam uma das muitas variações do centro de Tóquio). Outros desenhos exibem mascotes excêntricos parecidos com desenhos animados (conhecidos como yuru kyara), como Hiyoko-chan, uma mascote de lámen de frango que aparece nas tampas na cidade de Ikeda, perto de Osaka.

Tampa de bueiro = tela em branco

Embora as tampas sejam uma versátil “tela em branco” para a criatividade, todas são fabricadas de maneira semelhante – e devem ser construídas para durar. Primeiro, a sucata de aço é derretida em um forno a temperaturas de até 3 mil graus Celsius. Depois de as impurezas serem removidas, o aço fundido é derramado em moldes de fundição em areia que imprimem o design. Posteriormente, depois que as tampas esfriam, elas são polidas, raspadas e aparadas em tamanhos personalizados. Embora muitas tampas permaneçam em metal descoberto, algumas são pintadas com resinas de cores vivas para que se tornem edições comemorativas antes de serem enviadas aos seus destinos finais. Depois de instaladas, as tampas são difíceis de roubar, pois pesam cerca de 50 quilos.

Três tampas de bueiro coloridas do Astro Boy em Chiyoda-ku, Tóquio, Tezuka Productions©
Tampas de bueiro Astro Boy em Chiyoda-ku, Tóquio, Tezuka Productions©

Saber exatamente onde essas tampas desenhadas se localizam é motivo de felicidade para uma grande comunidade de fãs, que são conhecidos como “drainspotters(localizadores de ralos) ou “manholes(bueiros). Nas últimas décadas, cada vez mais cidadãos japoneses, assim como visitantes estrangeiros, passaram a cultivar o hábito cultural de procurar tampas de bueiro. Muitos até viajam pelo Japão com o objetivo de ver o maior número possível de tampas e comemorar seus achados criando impressões a lápis chamadas de takuhon. Ainda mais fãs procuram tampas de bueiros para fotografar e compartilhar nas redes sociais, e há ainda cartões colecionáveis que se tornaram outra forma de “pegar todas elas” na tradição Pokémon. Em 2019, Tóquio sediou o primeiro festival de tampas de bueiros, atraindo fãs de todo o mundo para celebrá-las com uma exposição, palestras e uma grande variedade de lembranças, de camisetas a panquecas de feijão vermelho com estampas de todo o país.

Duas tampas de bueiro projetadas para Tokyo 2020
Duas tampas de bueiro projetadas para Tokyo 2020
Tampas de bueiro projetadas para Tokyo 2020

Tampas olímpicas e paralímpicas

Na preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tokyo 2020, um conjunto especial de vinte tampas de bueiro, projetadas pelo Comitê Organizador Tokyo2020, foi instalado em toda a cidade de Tóquio. Existem cinco designs diferentes, cada qual apresentando os logotipos dos Jogos combinados com um esquema de cores em tons de joias diferentes. Embora possa ser difícil identificá-las imediatamente entre as quase meio milhão de tampas de bueiro em toda a cidade de Tóquio, o Departamento de Esgotos da cidade postou um mapa online que indica suas localizações.

A beleza da arte na infraestrutura urbana

A adaptação artística das tampas de bueiro no Japão é um exemplo perfeito de como injetar beleza e personalidade em uma peça essencial, embora esquecida, de infraestrutura urbana. Esses designs arrojados gravados nas próprias ruas conectam arte e engenharia e certamente ganharão nova admiração internacional à medida que atletas de todo o planeta exploram as ruas de Tóquio neste verão e levam a pouco conhecida beleza da arte de rua do Japão para seus fãs ao redor do mundo.

*Conteúdo produzido por Japan House Los Angeles

 

Leia também:

+ Yuru Kyara: os Adoráveis Mascotes do Japão

Voltar ao topo