News

Tsukimi: O Dia Escolhido para Contemplar a Lua Cheia no Japão

Hoje é celebrado o Tsukimi (月 tsuki = lua | 見 mi = ver), dia em que as pessoas se reúnem para celebrar e admirar a lua cheia. Também chamado de Chushu no Meigestu (中秋の名月), ele acontece sempre no 15º dia do oitavo mês do calendário lunar, utilizado até 1873 no Japão. Com a mudança para o calendário gregoriano, a data sofre alterações todo ano, ocorrendo sempre em setembro ou outubro.

Essa tradição veio da China durante o período Nara (710-794) e foi aderida pela nobreza durante o período Heian (794-1185) que realizava grandes banquetes com música e recitais de poesia dedicados à lua. Apenas durante o Período Edo (1603-1868) ela se tornou um costume popular e associou-se aos festivais de outono em que os agricultores dispõem oferendas aos deuses agradecendo a colheita do ano.

Hoje em dia, as pessoas decoram suas janelas e varandas - ou de onde se possa observar a lua, com capim-dos-pampas (susuki), trevos de arbustos (hagi) e outras flores de outono. Para comer, são feitos tsukimi-dangos, pequenos bolinhos feitos de arroz que representam a lua cheia; mochi, um outro tipo de bolinho também feito de arroz, e outros doces tradicionais em formato de coelhos, em razão da lenda do Coelho na Lua, que diz que ao olhar para a lua pode-se ver um coelho preparando mochi. Além desses, outras frutas e verduras típicas da estação são consumidas enquanto a lua cheia é contemplada no céu.

A tradição do Tsukimi se assemelha a do Hanami - em que os japoneses apreciam a floração das cerejeiras no início da primavera e mostram a sua profunda ligação com a natureza, valorizando a beleza que ela oferece em cada momento do ano.

Voltar ao topo