Exposições

Sutorīto Fashion: moda das ruas

Por meio de registros fotográficos tirados entre as décadas de 1950 e 2020, esta exposição apresenta a moda das ruas japonesas, destacando diferentes tendências que refletem cada época.

Período

25.06.2024―20.10.2024

Terça a sexta-feira

das 10h às 18h

Sábados, domingos e feriados

das 10h às 19h

Custo

Entrada gratuita 

Evite filas e programe o seu passeio

Agendamento online antecipado (opcional)

Conteúdo acessível

Acesse aqui

Compartilhe

Sutorīto Fashion: moda das ruas

A exposição ‘Sutorīto Fashion: moda das ruas’, que apresenta as tendências de moda desde a década de 1950 até os dias atuais por meio de mais de 100 registros fotográficos, traz destaque para a moda de rua do Japão.

Tal como ‘Efeito Japão: moda em 15 atos’, em cartaz no 2º andar até 1° de setembro, a exposição ‘Sutorīto Fashion: moda das ruas’ também é coordenada pelo diretor de moda Souta Yamaguchi. Desta vez, a mostra foi realizada em cooperação com a ‘ACROSS’ by PARCO CO., LTD. - mídia que pesquisa a cultura jovem e a moda de Tóquio - e a Revista FRUiTS, publicação que documentou a moda de rua japonesa.

O streetstyle japonês

A seleção de fotografias analisa as mudanças da moda de rua no Japão dos anos 1950 aos anos 2020, abordando diversas tendências internacionais, cinema e música, assim como a contracultura japonesa que surgiu em resposta às mudanças culturais, sociais, políticas e econômicas dessas épocas.

“Essa exposição faz parte do ciclo de moda que iniciamos em maio deste ano e tem como foco o dia a dia japonês e como as recentes mudanças culturais e sociais afetaram a moda de rua dos jovens. É uma oportunidade única para entender como cada período foi traduzido, adaptado e refletido nos looks cotidianos, gerando uma identidade muito particular, criativa e inovadora”, comenta a Diretora Cultural da JHSP, Natasha Barzaghi Geenen.

Acesse e/ou faça o download do arquivo em português. Acesse e/ou faça o download do arquivo em inglês.

 

Mais de 70 anos em fotos:

Décadas de 1950 a 1970

A passagem histórica da exposição tem início na década de 1950, em um contexto pós-guerra. Nesse período de recuperação e reconstrução após a Segunda Guerra Mundial, referências internacionais da alta costura e o cinema japonês servem como inspiração, além de estilos musicais como o rockabilly. Foi um período de aumento no consumo de roupas com a difusão de peças prêt-à-porter, ou pronto para vestir, e o avanço na qualidade de fibras sintéticas. Na década de 1960, o ambiente doméstico japonês se modernizou e a influência de tendências internacionais na moda jovem, como o uso da minissaia e de calças pantalonas tornou-se popular no Japão. Nos anos 70, os primeiros estilistas japoneses despontam nas passarelas internacionais, ao mesmo tempo em que os movimentos de contracultura no Japão são acompanhados pelo movimento mais conservador ‘nyuutora’ (abreviação japonesa do termo em inglês New Traditional) adotado por estudantes, com saias até os joelhos.

Décadas de 1980 a 1990

Na década de 1980, o momento de aumento do poder econômico permitiu um gasto maior de jovens e adultos em itens da moda, inclusive artigos de luxo. Foi o auge da popularidade das DC Brands (abreviação de Designer’s & Character’s), nome dado às marcas fundadas por designers renomados. As revistas de moda e lifestyle também foram essenciais para ditar tendências vistas nas ruas e o estilo ‘shibuya casual’, baseado no ‘amekaji’ (abreviação japonesa do termo em inglês American Casual) tornou-se popular especialmente entre os estudantes. Já nos anos 90, surgiram várias culturas, subdividindo os estilos. A moda que mais impactou as gerações posteriores foi a ‘ura-harajuku’ (estilo que surgiu quando lojas de designers famosos foram abertas no bairro de Harajuku), onde as marcas que herdaram o contexto da cultura de rua, como skatistas e DJs, criaram um grande movimento. Por outro lado, no bairro de Shibuya, que continuava sendo o centro da cultura jovem, surgiram as ‘kogal’, que desencadeou uma tendência da moda baseada na combinação de saias de uniforme escolar com bainhas curtas e meias soltas até a altura da panturrilha, criando uma cultura singular que deu início a um boom das ‘colegiais’.

A partir dos anos 2000

A década de 2000 é marcada pelo surgimento de várias redes de fast fashion internacionais no Japão - e os estilos ficaram mais globalizados em conjunto com a popularização da internet. Nos anos 2010, impactados pelo Grande Terremoto do Leste do Japão de 2011, jovens japoneses passaram a buscar um estilo mais simples e sustentável, fazendo com que a moda contemporânea priorizasse o conforto e um caimento solto das roupas.

Em complemento à evolução década a década, a exposição apresenta também uma coletânea de 25 fotos retiradas da Revista FRUiTS, uma das plataformas mais influentes de documentação sobre o streetstyle japonês entre os anos 1997 e 2017, quando teve sua última publicação. A revista foi responsável por registrar como os jovens, que resistiam aos padrões de estilo da época, se vestiam na região de Harajuku, no distrito de Shibuya em Tóquio - local que viria a ser conhecido como um dos principais centros de cultura jovem do país - marcando toda uma geração. Até hoje, a criatividade e a espontaneidade desse movimento inspiram designers e amantes da moda do mundo todo.

 

JHSP Acessível

Dentro do programa JHSP Acessível, a exposição 'Sutorīto Fashion: moda das ruas' conta com audiodescrição e vídeo em Libras a partir da leitura do Código QR presente no espaço expositivo.

Sobre Souta Yamaguchi

Nascido em 1982, em Tokoname, Aichi, Souta Yamaguchi é formado na Bunka Fashion College, tendo recebido o 22º Prêmio do Reitor da instituição. Yamaguchi interpreta a moda de múltiplos ângulos, conduzindo suas atividades com a convicção de conectar o passado e o futuro com o presente.

Em 2012, foi produtor da loja "Pyaruco", uma loja selecionada para as novas gerações, na PARCO Shibuya. Em 2015, foi o responsável pela direção criativa de KANSAI YAMAMOTO. Em 2021, foi responsável pela curadoria de uma exposição sobre Kenzo Takada.

Em 2020, atuou na criação dos trajes utilizados nas cerimônias de entrega de medalhas das Olimpíadas e Paralimpíadas de Tokyo. Em 2023, ficou na direção de moda do TOKYO CREATIVE SALON SHIBUYA RUNWAY. Em 2024, é responsável pela direção criativa do key visual do Rakuten Fashion Week TOKYO.

 --

Serviço:

Exposição // Sutorīto Fashion: moda das ruas

#SutoritoFashionNaJHSP #ModaNaJHSP

Coordenação: Souta Yamaguchi
Colaboração: ‘ACROSS’ by PARCO CO., LTD. e FRUiTS Magazine

Período: 25 de junho a 20 de outubro de 2024 
Valor: entrada gratuita

A exposição conta com audiodescrição e vídeo como recursos de acessibilidade.

Evite filas e programe seu passeio (agendamento opcional):
https://agendamento.japanhousesp.com.br

Japan House São Paulo | Térreo 
Endereço: Avenida Paulista, 52 – Bela Vista, São Paulo

Horário de funcionamento: 
Terça a sexta-feira, das 10h às 18h
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h

A Japan House São Paulo permanece fechada às segundas-feiras, sem exceção, inclusive em feriados.


Programação paralela à exposição:

Como forma de estender e aprofundar a experiência da mostra, a JHSP promove eventos paralelos durante todo o período expositivo, como visitas mediadas, seminários, workshops e bate-papos com especialistas. Confira as atividades complementares e fique de olho: 

Fique de olho:

Eventos
Voltar ao topo