ARTIGOS

Baika: a Floração das Ameixeiras que Anuncia a Primavera

No Japão, conforme fevereiro avança, a paisagem invernal dá lugar às flores. Engana-se, porém, quem pensa ser a sakura — o desabrochar das cerejeiras — que anuncia a chegada da primavera. Essa missão cabe, na verdade, às ameixeiras, cuja florada também tem um nome próprio: baika. A palavra é resultado de dois kanjis: ume (ameixa) e hana (flor).

A baika costuma ocorrer um mês antes da sakura, invadindo ruas, parques e jardins com suas flores de tons brancos e rosados. Embora parecidas, as duas espécies são bem diferentes. Os galhos das ameixeiras são rígidos e nodosos, enquanto os das cerejeiras são finos e flexíveis. As flores também são diferentes: as das ameixeiras crescem no galho e têm pétalas redondas; já as das cerejeiras têm caules longos e pétalas chanfradas.

+ Aprenda a fazer uma lanterna de papel com flores de cerejeira com a técnica do Kirigami.

Outra diferença está no fruto das ameixeiras, o ume, que é muito apreciado em forma de umeboshi - uma conserva bastante consumida na culinária japonesa. No caso da cerejeira, as árvores são predominantemente ornamentais, já que seus frutos não são recomendados para consumo.

+ Você conhece o conceito japonês Mono no Aware? É a consciência de que tudo que existe é temporário, e pode ser observado também no florescer das cerejeiras. Leia mais!

Para quem visita o Japão entre fevereiro e começo de abril, é possível encontrar a baika em diferentes estágios - entre eles a florada precoce, média ou tardia. A variação ocorre de acordo com a espécie da ameixeira - para se ter uma ideia, são mais de 100, com destaque para o Namba Branco, Cauda de Tigre e Gangnam Shomu.

Na região de Tóquio há diversos lugares onde é possível ver a baika. O jardim do templo Yushima Tenjin é perfeito para um piquenique para celebrar o início da primavera, enquanto no Parque Shiba turistas do mundo inteiro buscam o enquadramento perfeito para fotos que unem as ameixeiras com a Tokyo Tower ao fundo.

No Parque Hanegi, em Setagaya, é realizado um festival que celebra a florada de suas 600 ameixeiras entre os meses de fevereiro e março. Além da bela paisagem, nos fins de semana são realizadas performances de poesia e música tradicional japonesa, e também há uma variedade de alimentos feitos com ume.

Em Kanagawa, o Festival de Ameixeiras de Odawara acontece simultaneamente em diversos locais, entre eles o Parque do Castelo Odawara e o Jardim Botânico Tsujimura. Na Alameda das Ameixeiras de Soga, a florada de 35 mil árvores com o Monte Fuji ao fundo proporciona um espetáculo inesquecível.

+ Conheça o Natsu, o verão japonês, e as exuberantes flores típicas da estação.

Por último, mas não menos importante, um dos locais mais recomendados para se ver a baika fica a uma hora e meia de trem de Tóquio, na província de Ibaraki. Considerado um dos três grandes jardins do Japão, junto com o Kenrokuen, em Kanazawa, e o Korakuen, em Okayama, o Kairakuen foi construído pelo senhor feudal Tokugawa Nariaki, que inaugurou o parque em julho de 1842.

Em uma área de 13 hectares é possível encontrar diferentes tipos de árvores, como bambu e cedro, mas o grande destaque são as 3 mil ameixeiras de 100 variedades diferentes. Desde 1896 o Kairakuen sedia o Festival das Ameixeiras em Flor de Mito, um dos maiores eventos do leste japonês.

Durante o festival, há uma programação especial com visitas guiadas pelo jardim, feiras de plantas, apresentações musicais com instrumentos tradicionais e ainda um passeio noturno para ver as flores iluminadas pela luz de velas. É um período em que visitantes fazem piqueniques e mais do que nunca colocam em prática o significado do nome Kairakuen - "um parque onde todos podem relaxar".

Voltar ao topo