ARTIGOS

Ilhas Ogasawara: O Arquipélago Nipônico com Mais de Trinta Ilhas

Compartilhe

A UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) realiza um trabalho de identificação de lugares, saberes e costumes que desempenham papel de grande importância para a sociedade e sua História. Adotada a partir de 1972, a Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural é um marco regulatório internacional para a definição do conceito de patrimônio e estímulo para sua preservação.

Uma lista contendo os patrimônios mundiais, sejam eles tangíveis ou imateriais, é atualizada anualmente por um comitê organizador com representantes de diversas nações. Esse grupo analisa novas manifestações e localidades elegíveis e também investiga aquelas cujo gerenciamento não está sendo adequado. Atualmente, a listagem reúne mais de mil heranças mundiais da humanidade.

Hoje, o Japão possui 23 localidades e aspectos de sua cultura reconhecidos e sob leis de proteção em escala global, sendo quatro deles bens naturais. Conheça: a cadeia montanhosa Shirakami Sanchi, a floresta de cedros Yakushima e a Península de Shiretoko.

Nesta última categoria estão as Ilhas Ogasawara, um arquipélago que reúne mais de 30 ilhas com clima predominantemente subtropical. Registrado na lista da UNESCO em 2011, esse conjunto insular está situado a noroeste do Oceano Pacífico, a cerca de 1.000 quilômetros ao sul do arquipélago nipônico principal e, ainda hoje, guarda locais inabitados, como Chichijima e Hahajima.

As paisagens das ilhas assemelham-se entre si, com florestas subtropicais, presença de arbustos do tipo esclerófilo - folhas perenes, duras e espessas - e cercadas por íngremes penhascos. Mais de 440 espécies de plantas nativas já foram encontradas e o arquipélago é também habitat para mais de 100 espécies reconhecidas de caracóis terrestres. Além de ser um número significativo para a diversidade da fauna e da flora, impressiona o fato de mais da metade de todas as espécies serem encontradas apenas nessa região, por terem condições específicas para seu desenvolvimento.

Seu ecossistema é um importante exemplo de processos evolutivos contínuos evidenciados justamente pelo alto nível de endemismo (espécies exclusivas de determinada região geográfica). Novas espécies continuam surgindo com o passar do tempo e compartilham ancestrais comuns entre si. Também é notável em Ogasawara a evolução de espécies marinhas e espécies terrestres. Sendo assim, o arquipélago é objeto de extensas pesquisas e estudos científicos.

Related Content

Voltar ao topo