Ilustração de koinobori

Artigos

Dia de Colorir o Céu com Carpas

Símbolo de coragem, força e perseverança, as flâmulas representando carpas fazem parte da tradição do Dia das Crianças Japonês

Compartilhe

O costume de hastear flâmulas coloridas para celebrar o Kodomo no Hi, o Dia das Crianças no Japão

Todo ano, no dia 5 de maio, famílias em todo o Japão hasteiam flâmulas coloridas em formato de carpas chamadas de koinobori. Esse antigo costume serve para marcar o Dia das Crianças, um feriado nacional dedicado a celebrar a felicidade e o bem-estar das crianças, assim como a esperança de que elas cresçam fortes e saudáveis.

Koinobori

Koinobori é a combinação de duas palavras, koi (carpa) e nobori (estandarte, bandeira), e se refere a uma tradição iniciada por samurais no Período Edo (1603-1868). Sempre que um menino nascia, os pais colocavam adornos representando carpas em seus jardins, como forma de pedir aos deuses para que seus filhos fossem corajosos, fortes e perseverantes - características essenciais para se tornar um guerreiro. Posteriormente, esse costume foi imitado pelos citadinos e se popularizou.

Originalmente chamado de Tango no Sekku (Dia dos Meninos), a partir de 1948, o dia 5 de maio foi instituído como feriado nacional, recebendo o nome de Kodomo no Hi (Dia das Crianças), celebrando assim a união da família como um todo, além das personalidades e qualidades de cada membro.

Um símbolo de coragem e perseverança

A escolha da carpa para o koinobori está longe de ser aleatória. Entre as muitas histórias que são contadas a respeito, uma se destaca. Segundo uma lenda antiga, um cardume de peixes tentava subir um rio. Entre eles havia um grupo formado por carpas douradas, que, unidas, ganhavam força para nadar contra a correnteza. Quando chegaram à última cachoeira, o desafio parecia impossível, mas as carpas se recusaram a desistir e continuaram tentando alcançar o topo.

Carpa

A cada falha, elas continuavam se esforçando para seguir em frente. Tanto esforço chamou a atenção de demônios locais, que resolveram aumentar a força da queda d'água para dificultar ainda mais o desafio. Passados 100 anos, uma carpa finalmente alcançou o topo da cachoeira, conhecido como Portal do Dragão. Em reconhecimento à sua perseverança, os deuses transformaram-na em um dragão dourado, a imagem de coragem, força e perseverança. Tais atributos são vistos como essenciais para que as pessoas superem os desafios e lições que encontram ao longo da vida. Além disso, a carpa também costuma ser associada à boa sorte, sucesso, prosperidade e longevidade.

As cores das carpas e seus significados

Na tradição do koinobori, as cores e disposição das carpas guardam um significado. No mastro, a primeira carpa é a maior de todas, na cor preta, representando o pai. A segunda, um pouco menor, na cor vermelha, é a mãe. A azul, um pouco menor, costuma corresponder ao filho primogênito. Os outros filhos são representados por outras cores e tamanhos, de acordo com a ordem de nascimento, podendo ser verde, roxo ou rosa, por exemplo.

Acima de todas essas cores, pode haver o fukinagashi, uma espécie de biruta (instrumento usado para mostrar a direção do vento) com cinco cores. Colocada no alto antes da carpa preta do pai, ela pode ter ou não o brasão da família na sua ponta. Para os japoneses, trata-se de um amuleto que simboliza a proteção à criança.

Ilustração de koinobori

 

Leia também:

+ Aproveite o Dia das Crianças Japonês para aprender a criar um kendama, tradicional brinquedo nipônico

+ Aprenda a fazer seu Pencil Rocket, o Foguete Japonês

+ Conheça o conto sobre a Princesa Kaguya e a Lua

+ Veja o passo a passo da confecção de um kirigami inspirado na lenda do Coelho da Lua

Conheça outras datas comemorativas japonesas:

+ Haha no Hi (母の日), o Dia das Mães

+ Keiro no Hi (敬老の日), o Dia do Respeito aos Idosos

+ Yama no Hi (山の日), o Dia da Montanha

+ Neko no Hi (猫の日), o Dia do Gato

Voltar ao topo