Ema: as Oferendas Feitas em Santuários Xintoístas. Na foto, detalhe de placas de madeira com ideogramas japoneses escritos em tinta preta.

Artigos

Ema: as Oferendas Feitas em Santuários Xintoístas

Ao visitar um santuário xintoísta, é possível observar placas de madeira penduradas como forma de pedido aos deuses

Compartilhe

Ema: as famosas placas de desejo japonesas

Ao visitar um santuário xintoísta é possível observar diversas placas de madeira penduradas no jardim interno (keidai). Conhecidas como ema, as placas são usadas como oferenda para fazer um pedido aos deuses.

A origem da oferenda

Antigamente, no Japão, o cavalo era considerado uma montaria dos deuses e, por muito tempo, foi tomado como oferenda. Com o passar dos anos, a tradição foi mudando e cavalos de cerâmica ou madeira passaram a ser oferecidos, tornando-se o que conhecemos por ema hoje: placas de madeira com desenho de cavalo.

Formatos encontrados

Hoje, existem formatos variados de ema, que vão de corações até personagens conhecidos. Geralmente, as placas são encontradas em formatos pentagonais - que dizem ser baseados no telhado do estábulo do santuário.

Uma placa, um desejo

Para ofertar uma placa é necessário escrever o desejo, com data e nome na madeira. Depois, basta pendurá-la no santuário e fazer o pedido aos deuses.

--

Conheça também outras tradições japonesas:

+ O primeiro amanhecer do Ano Novo

+ A primeira refeição japonesa do Ano Novo

+ A sopa que dá sorte para o ano inteiro

+ O costume japonês de enviar cartões de Ano Novo

+ O tradicional macarrão consumido na virada de ano

+ O popular bolinho de arroz que faz parte de todas as festas de fim de ano

Voltar ao topo